Política

Pasadena: Relator do TCU propõe que conselheiros da Petrobras não sejam punidos

O relator do processo no Tribunal de Contas da União (TCU) que apura irregularidades na aquisição da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras, vai propor que os membros do Conselho de Administração da estatal não sejam punidos pela compra, que causou um prejuízo de R$ 1,5 bilhão à petrolífera. Entre os integrantes do colegiado em 2006, quando ocorreu a transação, estão a presidente Dilma Rousseff, que dirigia o conselho, e o governador do Estado da Bahia, Jaques Wagner. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o ministro José Jorge vai sugerir que os diretores da empresa sejam responsabilizados. A previsão é de que o processo seja votado nesta quarta-feira (23). Ainda segundo a Folha, apesar de ficarem livres de penalidades caso a proposta do relator seja aprovada, os conselheiros podem ser investigados se aparecerem novas evidências na ação que cobrará os prejuízos da operação. Informações Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo