Mundo

Talibã diz que mulheres podem estudar em universidades, mas em salas segregadas

As mulheres no Afeganistão terão permissão para estudar em universidades enquanto o país busca se reconstruir após décadas de guerra, mas a segregação de gênero e o código de vestimenta islâmico serão obrigatórios, disse, neste domingo, 12, o ministro do Ensino Superior escolhido pelo Talibã.

O ministro Abdul Baqi Haqqani afirmou que o novo governo do grupo islâmico, nomeado na semana passada, “começaria a construir o país sobre o que existe hoje” e não queria retroceder 20 anos até a última vez em que o grupo esteve no poder.

Ele disse que as alunas seriam ensinadas por mulheres sempre que possível e as salas de aula permaneceriam separadas, de acordo com a interpretação do movimento da sharia, a lei islâmica.

“Graças a Deus, temos um grande número de professoras. Não enfrentaremos nenhum problema nisso. Todos os esforços serão feitos para encontrar e fornecer professoras para estudantes do sexo feminino”, disse ele em entrevista coletiva em Cabul.

Fonte: A Tarde

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo