Polícia

Filho único, tenente da PM assassinado em Cosme de Farias estava há seis anos na corporação

O tenente Mateus Grec de Carvalho Marinho, que morreu na noite deste domingo (12) durante troca de tiros com suspeitos no bairro de Cosme de Farias, estava há seis anos na Polícia Militar. Membro da Rondesp Atlântico, ele atuava no operacional.

No momento do ataque, Grec estava com colegas da Rondesp e da 58ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias) foram surpreendidos por cerca de 20 suspeitos em uma região conhecida como Alto do Cruzeiro. Atingido no tórax, ele não resistiu ao ferimento.

O policial era filho único e, segundo o major Sérgio Almeida, comandante da 58ª CIPM, era muito querido pela corporação. “A ordem é de não parar até pegar os responsáveis pela morte do tenente Grec. Vamos partir pra cima, prender todos os envolvidos. Se resistir, vamos usar a lei”, avisou o major.

Os bandidos estavam fortemente armados, inclusive com fuzis e metralhadoras. Vários deles conseguiram fugir e a polícia busca identificá-los e localizá-los. Um dos envolvidos invadiu uma casa no bairro e fez uma família refém, mas depois de três horas de negociação, se entregou.

O policiamento foi intensificado no bairro. Apesar do clima tenso, o comércio continua funcionando e os ônibus circulando em Cosme de Farias. 

O tenente Grec será enterrado nesta segunda-feira (13), no cemitério Bosque da Paz, em Salvador.

Fonte: Bnews

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo