Mundo

Protestos na Ucrânia já provocaram a morte de 28 pessoas nesta quinta

Novos confrontos entre manifestantes antigoverno e a polícia em Kiev, capital da Ucrânia, no Leste Europeu, provocou a morte de pelo menos 25 pessoas nesta quinta-feira (20). O Ministério da Saúde do país informou que já são 28 pessoas mortas. Estatísticas oficiais informam que, desde a última terça-feira (18), até a manhã desta quinta, 445 pessoas receberam atendimento médico de urgência, das quais 287 tiveram que ser internadas. De acordo com testemunhas, centenas de manifestantes atacaram e provocaram o recuo de uma barreira policial em uma praça da cidade e, segundo um fotógrafo da agência France Presse (AFP), foram utilizadas balas reais nos enfrentamentos. A Presidência da Ucrânia culpou os manifestantes por terem dado início à violência, com uso de atiradores. "Eles estão agindo em grupos organizados. Eles estão usando armas de fogo, inclusive atiradores com rifles. Eles estão disparando para matar", diz nota publicada no site da presidência. Uma fonte da presidência da AFP diz que acontecia uma reunião entre o presidente Victor Yanukovich e os ministros das Relações Exteriores da França, Alemanha e Polônia. Nesta quarta-feira (19), 26 pessoas morreram em confrontos, o que provocou reação internacional contra a repressão aos protestos. Os Estados Unidos e a União Europeia a ameaçaram sanções contra autoridades envolvidas em possíveis abusos. As manifestações contra o governo começaram em novembro de 2013, depois que o presidente desistiu de um tratado comercial com a União Europeia (UE) e ficou ao lado da Rússia. Informações Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo