Política

Campos e Marina conversam sobre diferenças nos palanques regionais

O pré-candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, e sua vice, a líder da Rede, Marina Silva, se encontraram nesta quarta-feira (25), em Brasília, para tentar solucionar as divergências na formação de coligações estaduais. A crise começou quando Marina discordou da aliança entre PSB e PSDB para a reeleição do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em troca da vaga de vice na chapa tucana. Segundo aliados, os candidatos tiveram uma conversa "muito boa", em que confirmaram o compromisso de seguir juntos no plano nacional. O encontro serviu para ultrapassar as diferenças entre ele, antes da convenção nacional do PSB, marcada para este sábado (28), em Brasília.  "Acho que superamos (os desentendimentos) e agora é bola para frente", resume Neca Setubal, próxima à ex-ministra. Marina disse a Campos que está disposta a relevar as diferenças regionais. Em nota divulgada nesta quinta (26), a Rede negou "dificuldades no relacionamento" com o PSB. O grupo reafirmou que não vai fazer campanha para aliados do PSB dos quais discorde. Informações jornal O Estado de S. Paulo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo