Política

Gabrielli anuncia a candidatura pelo PT e quer Otto Alencar como vice

Cerco apertando. Talvez seja essa a definição mais clara para a situação vivenciada pelos quatro pré-candidatos do PT ao governo da Bahia. Depois de o senador Walter Pinheiro e do secretário da Casa Civil, Rui Costa, declararem sua permanência na disputa pela sucessão do governador Jaques Wagner, ontem foi o dia do secretário do Planejamento, José Sérgio Gabrielli, reiterar sua intenção em concorrer à indicação dos companheiros de partido.

Em entrevista à rádio Sociedade, o ex-presidente da Petrobras deu pistas sobre sua expectativa para a composição da chapa de 2014, tendo, ao seu lado, o atual vice-governador Otto Alencar (PSD). Gabrielli chegou a sinalizar um convite informal, via imprensa, para que Otto permaneça na função, caso venha a ser ele o candidato do PT ao Palácio de Ondina. “Ele nem sabe ainda, mas já informo meu interesse em tê-lo como vice”, pontuou o titular do Planejamento. O secretário, no entanto, reconhece que o vice-governador é mais frequentemente citado como candidato ao Senado, conforme o próprio Otto afirmou em diversas oportunidades.

Ao mesmo tempo em que luta para ter seu nome apontado como candidato a governador, Gabrielli admite as dificuldades internas do PT para chegar a um consenso, em virtude das idiossincrasias da legenda. “O PT é um bicho rebelde, bicho complicado com mais de 900 mil filiados no Brasil, mais de 40 mil na Bahia e cinco candidatos à presidência do partido aqui no estado”, comentou o secretário. Para ele, até a escolha definitiva do petista para concorrer nas eleições 2014, vai ser necessário “muita conversa”. Apontado como predileto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o titular do Planejamento não minimiza sua proximidade com o antigo morador do Palácio do Planalto. “Estive com o ex-presidente Lula e ele vai apoiar qualquer candidato, mas não mandou eu retirar minha candidatura”, ponderou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo