Mundo

Papa admite risco de Estado Islâmico se infiltrar entre refugiados

O papa Francisco admitiu, em entrevista nesta segunda-feira (14), o risco de militantes do Estado Islâmico se infiltrarem entre refugiados que tentam entrar na Europa. O líder religioso disse ainda que a crise de refugiados é apenas a "ponta do iceberg" de um sistema econômico global "injusto". "Quero reconhecer que hoje em dia as condições de segurança territoriais não são as mesmas que havia em outros períodos [de imigração em massa]. A verdade é que a apenas 400 quilômetros da Sicília há um grupo terrorista incrivelmente cruel. Portanto, há risco de infiltração, isso é verdade", disse Francisco, de acordo com a Folha. O pontífice aproveitou a ocasião para reiterar seu pedido às paróquias de todo o mundo para acolher uma família de refugiados. Francisco confirmou que duas famílias estão em vias de se mudar para o Vaticano e podem ficar "tanto tempo quanto o Senhor quiser". O papa se mostrou contente pelos países que abriram suas fronteiras para os refugiados e alertou aos que não o fizeram que "no dia do Juízo Final, todos já sabemos pelo que seremos julgados".

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo