Mundo

Adolescente de 17 anos é o quarto morto em protestos na Venezuela

Um adolescente de 17 anos morreu na noite de ontem após ser atropelado durante um protesto contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na cidade de Carúpano, a 544 km de Caracas. Esta é a quarta morte durante manifestações no país. Segundo moradores da região, o estudante de Engenharia Naval José Ernesto Méndez foi atingido por uma camionete dirigida por um funcionário da petroleira estatal PDVSA, que passou pelo grupo de manifestantes na avenida mais importante da cidade.

O estudante sofreu fraturas no crânio, chegou a passar por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. Uma outra jovem, que não foi identificada, teve as pernas quebradas no atropelamento. As autoridades da região ainda não comentaram sobre o fato. Além de Méndez, outras três pessoas morreram em protestos, todas na região de Caracas e vítimas de tiros – os estudantes Bassil Alejandro da Costa, 24, e Roberto Redman, 33, e o militante chavista Juan Montoya, 40.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo