Mundo

Ativistas que protestaram no final da Copa são presos novamente

Quatro ativistas do grupo Pussy Riot foram detidos na noite de ontem (30) após terem cumprido 15 dias de prisão por interromperem a partida da final da Copa da Rússia, em Moscou. Segundo a imprensa local, a nova detenção ocorre por causa de uma suposta violação às normas de organização e realização de comícios. A pena prevista em lei tem multas ou até 30 dias de prisão. O Pussy Riot invadiu o Estádio Luzhniki com quatro pessoas durante o confronto entre França e Croácia, na final do Mundial, para pedir a libertação dos presos políticos na Rússia. Fonte: Metro 1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo