Geral

Muritiba: Após longos anos, queima do Judas retorna com três edições

No Sábado de Aleluia, à noite, a comunidade Muritibana realizará a  Queima do Judas, após quase dez anos de interrupção. Segundo os organizadores, a falta de apoio, fez com que a tradição fosse interrompida. Esta tradição perde-se no tempo e tem um caráter simbólico dos males e da purificação, através do fogo. Além de ser marcada expressão sátirica das pessoas locais. 

É uma festa tipicamente profana, com origem no imaginário cristão, segundo o qual Judas entregou Jesus à morte, tornando-se por isso um traidor. 

Diz à lenda que a queima do Judas, não é só o queimar de um boneco de palha, mas, também, a representação, no adro da igreja, de um trabalho artístico. Explora-se o aspecto crítico, humorístico. No final, pela meia-noite, lê-se o célebre “Testamento do Judas” que consiste em deixar uma “herança” aos jovens solteiros da cidade, onde se ridicularizam os vícios e costumes populares.

A queima do traidor de Cristo encontra-se agendada na cidade serrana para três datas diferentes, a primeira acontece neste sábado (30), há segunda manifestação será dia 06 de abril. A última apresentação será realizada no dia 13 de abril. Após vários anos, a tradição volta à tona em Muritiba, com o apoio da prefeitura local, os organizadores já preparam as edições do evento, que pretende levar muitas pessoas a praça pública. Após a queima do Judas, shows musicais irão acontecer. Informações do Mídia Recôncavo


Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo