Cotidiano

Dunas são devastadas por extração ilegal em Jauá

Uma área de dunas no bairro Bela Vista de Jauá, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, tem sido devastada pela extração ilegal de areia, segundo denúncia publicada no jornal A Tarde. De acordo com a publicação, o abastecimento de caçambas pode ser visto todos os dias na região. O carregamento seria realizado por trabalhadores informais com a utilização de pás. Moradores do local contaram que o mineral é retirado da área por uma "máfia" que comercializa areia para construções há cerca de seis anos. Ouvido pelo jornal, o diretor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), e integrante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA), Luiz Edmundo de Campos, diz que esse tipo de extração é ilegal e o material não deve ser usado em obras por causa da salinização. "As paredes construídas com areia de dunas próximas à praia ficam sempre úmidas. Isso acontece porque o sal, presente no mineral, retém a umidade", explica. O Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) já teria conhecimento da ocorrência, porém não se pronunciou sobre o caso. A prefeitura de Camaçari, por meio de assessoria de comunicação, disse que já comunicou a atividade à Polícia Federal, que, por sua vez, já prendeu vários motoristas e autuou algumas empresas.  Informações Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo