Política

No Senado, ex-diretor da Petrobras diz ter prestado serviço a doleiro sem contrato

Na primeira oitiva com um dos principais envolvidos nas denúncias de corrupção na Petrobras, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a estatal no Senado interrogou nesta terça-feira (10) o ex-diretor de abastecimento da empresa Paulo Roberto da Costa. Um dos investigados pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), ele é suspeito de ter desviado recursos na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, em parceria com o doleiro Alberto Youssef, preso desde março deste ano. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), houve desvios na construção da unidade pernambucana por meio de contratos superfaturados, feitos com empresas que prestaram serviços à Petrobras entre 2009 e 2014.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo