Polícia

Menina de 13 anos confessa ter matado mecânico em Brasília

Uma adolescente de 13 anos confessou nesta quarta-feira (29) ter matado um homem de 52 anos em Águas Claras, no Distrito Federal. O crime ocorreu na noite de terça (28), e a polícia trabalha com duas versões.

Segundo o delegado Juvenal de Oliveira, da Delegacia da Criança e do Adolescente de Taguatinga (DCA II), a menina confessou ter assassinado Antônio Soares da Silva, de 52 anos, a pauladas e tijoladas.

Em uma das versões para o crime, a adolescente aparece como vítima de estupro. Ela teria agredido o mecânico em legítima defesa. Segundo esta versão, o homem teria oferecido uma carona até o Núcleo Bandeirante. No entanto, dentro do carro, “pediu favores sexuais em troca”, conforme depoimento.

A segunda hipótese, conforme Oliveira, é que a garota – juntamente com outras pessoas – teria tentado roubar um carro da oficina. Ao ser flagrada, ela reagiu com violência e matou Antônio.

As agressões foram testemunhas por uma das irmãs da adolescente, que está grávida. Ela teria tentado impedir o assassinato, mas não conseguiu e também sofreu agressões. Essa mesma jovem afirmou que a irmã, que assumiu a autoria do assassinato, é usuária de drogas.

A polícia investiga a participação de outras pessoas no assassinato, inclusive de maiores de idade, porque, segundo o delegado, a menina de 13 anos pode ter sido usada em uma tentativa de assalto à oficina mecânica.

Tanto o mecânico quanto a adolescente têm antecedentes criminais. Antônio Soares da Silva foi preso oito vezes. Quatro por embriaguez, duas vezes com base na lei Maria da Penha, uma por tentativa de homicídio e outra por injúria e lesão corporal leve.

Já a adolescente, que permanece apreendida, já havia sido encaminhada para a DCA uma vez, por roubo.

 

Fonte: Bahia.ba

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo