EducaçãoGeralNotícia

Estudantes da Uefs fazem manifestação nesta terça-feira (9); portões estão fechados

Eles pedem que a reitoria cumpra todas as promessas feitas a classe estudantil.

Os estudantes residentes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) realizam uma manifestação desde às 5h da manhã desta terça-feira (9), para reivindicar principalmente sobre melhorias na alimentação oferecida pelo Restaurante Universitário (R.U) e também na segurança da instituição. Os portões da universidade estão fechados e não é permito nenhum acesso ao local.

Um estudante que é responsável pela comunicação da manifestação, conversou com o Acorda Cidade e disse que as reclamações já foram passadas para reitoria várias vezes, mas até o momento nada foi resolvido, ele avaliou a postura da reitoria como um descaso com os alunos.

“A gente precisa que a gestão nos enxergue e pare de estar agindo com descaso. Não há uma boa alimentação no R. U. e esses dias a alimentação nos infectou com um frango estragado. Estamos com uma pauta de reivindicações para apresentar a reitoria. Somos tratados como bandidos pelos seguranças e nós como residentes temos o direito de entrar e sair a qualquer momento. Mas, quando voltamos somos recebidos com violência. Houve o caso do estudante de Biologia que foi agredido por nove seguranças, cinco deles foram afastados, mas depois de meses eles voltaram e estão exercendo a função. Esta manifestação quem está liderando são os estudantes residentes, mas comporta todo o corpo universitário”, destacou.

Ainda segundo o estudante, a pauta de reivindicações abrange a não renovação dos contratos das empresas que prestam os serviços de segurança e alimentação, nota de justificação sobre os casos de racismo e assédio no campus, a finalização para a comunidade interna e externa e também a alimentação dos estudantes excedentes.

O estudante finalizou pedindo que a reitoria cumpra todas as promessas feitas a classe estudantil.

O Acorda Cidade está buscando o contato com a universidade para mais esclarecimentos sobre o assunto.

Fonte: Acorda Cidade

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo