EsportesNotícia

Derrota sacramenta queda do Bahia; Bellintani assume erros

Dirigente deu entrevista após o clube não fazer a sua parte no jogo em que os cearenses ganharam de 2x1.

O Bahia perdeu por 2×1 para o Fortaleza na noite de quinta-feira (9), resultado que sacramentou a queda para a Série B junto com Grêmio, Sport e Chapecoense. O Juventude ganhou do Corinthians e se salvou. É a quarta degola do time baiano para a segunda divisão. As outras ocorreram em 1997, 2003 e 2014.

Ao final da partida, o presidente Guilherme Bellintani concedeu a coletiva pós-jogo em lugar do técnico Guto Ferreira. O dirigente assumiu a responsabilidade pela queda, destacando que as decisões foram ou tomadas ou autorizadas por ele. Bellintani ressaltou erros de arbitragem e dificuldades financeiras – o clube teve um rombo de R$ 52 milhões em 2020 por causa da pandemia – mas avaliou que o time montado poderia ter sido mais competitivo.

“Eu errei tentando acertar com base nas informações e nos recursos que eu tinha”, declarou o dirigente. ” O grande erro não existiu, o que existiu foram vários erros que culminaram no rebaixamento”. Para o presidente do Bahia, houve uma avaliação após o título da Copa do Nordeste de que aquele grupo teria competitividade no Brasileiro, o que não se confirmou.

Com o rebaixamento consumado, a tendência é que a partir desta sexta-feira o clube comece a anunciar as medidas para o próximo ano. Com orçamento menor, é muito difícil que nomes como o zagueiro Conti, o centroavante Gilberto e os meias Mugni e Índio Ramirez continuem. Atletas que já não vinham sendo utilizados, como Isnaldo e Thonny Anderson também devem sair. 

Fonte: GE Bahia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo