Geral

Há 50 anos, nascia Franklin, o 1° negro da turma de Charlie Brown e Snoopy

Franklin, o primeiro personagem negro de "Peanuts", a famosa história em quadrinhos sobre as aventuras de Charlie Brown e seu cãozinho Snoopy, comemorou 50 anos ontem (31). Ele nasceu graças a uma professora de Los Angeles ansiosa para ver mais diversidade racial nas publicações infantis.A História – Em um momento de forte tensão racial nos Estados Unidos, Franklin estreou em 31 de julho de 1968, 3 meses após o assassinato de Martin Luther King Jr. Em carta endereçada a Charles M. Schulz, a professora Harriet Glickman argumentou: "Desde a morte de Martin Luther King, me pergunto o que posso fazer para mudar as condições em nossa sociedade que levaram a esse assassinato".E continuou: "Acredito que é possível fazer algo através das histórias em quadrinhos. Acredito que introduzir meninos negros no grupo de personagens de Schulz poderia ter algum impacto". A carta foi escrita em 15 de abril, 11 dias após o assassinato do líder negro. Hoje ela está exibida no Museu Charles M. Schulz, na Califórnia. Alguns dias depois, o desenhista respondeu. Ele explica que estava ciente do problema mas, como não era negro, tinha medo de "tratar de forma paternalista nossos amigos negros". A professora Glickman, no entanto, insistiu. Publicadas diariamente nos jornais desde 1950, as tirinhas "Peanuts" já eram muito populares naquele momento.Finalmente, no dia 31 de julho, Charlie Brown apareceu na praia conversando com Franklin, que logo se tornaria uma parte importante da história, junto a Lucy, Schröeder e Linus. "Toda a sua família está na praia, Franklin?", perguntou Charlie Brown no primeiro encontro. "Não, meu pai está no Vietnã", responde o novo amigo.A reação foi majoritariamente positiva, disse Schulz mais tarde, embora um editor do sul do país tenha lhe escrito queixando-se de que Franklin e Charlie Brown iam à escola juntos.Fonte: Metro 1

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo