Entretenimento

Aplicativo que avalia homens vira febre entre as mulheres

O serviço Lulu, em que mulheres avaliam homens anonimamente, passou os últimos dias entre os aplicativos mais baixados e os assuntos mais comentados nas redes sociais. Segundo a empresa responsável, a Luluvise, fundada em Londres e em processo de mudança para Nova York, o app já registrou mais de 5 milhões de visitas, 100 milhões de perfis visualizados e 1 milhão de avaliações. O Brasil foi o primeiro país a receber uma versão local. Em passagem por São Paulo, a executiva-chefe da companhia e criadora do Lulu, a jamaicana Alexandra Chong, 32, disse que permitir às mulheres se vingarem de seus ex-namorados não é o objetivo principal do app. "Nós desenhamos o produto para que ele seja uma experiência muito mais positiva do que negativa.

O Lulu é um lugar seguro para que as mulheres compartilhem informações e usem-nas para tomar decisões melhores. As avaliações são feitas por meio de um questionário e pela adição de características positivas ou negativas predefinidas em forma de hashtags, como #RespeitaAsMulheres e #ApaixonadoPelaEx. Uma delas, que fazia referência a pênis pequeno, #NãoFazNemCócegas, foi retirada pela empresa após reclamações. "O Lulu não foi feito para ferir os sentimentos de ninguém. Contratamos revisores locais para a tradução, mas essa hashtag escapou", afirma Alexandra. A expressão que representa a condição oposta (#TrêsPernas), porém, segue no ar.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo