Educação e Cultura

Documentário de estudantes da UFRB visa ressaltar importância de lideres negros cachoeiranos contra o racismo e a intolerância religiosa

Os estudantes do curso de História e Cinema da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, entrevistaram ontem (19) o Prof. da Fundação Casa Paulo Dias Adorno, Marcelino Gomes de Jesus, para o documentário “Cachoeira por uma perspectiva afro". Uma entrevista que abordou assuntos como resistência negra, combate ao racismo e a intolerância religiosa. 

"Queremos demonstrar o quanto as trajetórias de cachoeiranos ligados a cultura e a religiosidade afro são importantes para combatermos o racismo e a intolerância religiosa”, disse Daniel Souza. “Ficamos felizes ao entrevistarmos intelectuais cachoeiranos como, Marcelino, responsável por uma luta diária contra o racismo e a intolerância religiosa”.   

Daniel Souza disse que todas as conversas que teve até agora revelaram grande otimismo e interesse por parte dos entrevistados. E que mesmo com todas as limitações está se esforçando para realizar um bom trabalho.

"Percebo toda uma vontade por parte dos entrevistados, e fico muito feliz deles estarem acompanhando e incentivando a realização do projeto", relatou. “Sabemos das nossas limitações, mas queremos de alguma forma mostrar para a nossa geração, a importância da cidade de Cachoeira e de seu povo para a História do negro no Brasil”. 

Os estudantes da UFRB terão mais alguns contatos com intelectuais cachoeiranos para gravar todas as entrevistas para o documentário. Eles garantem que o documentário dará uma visão diferenciada do que os livros didáticos relatam ou omitem sobre a história de um dos povos mais importantes do Brasil, o povo negro cachoeirano.    

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo