Cotidiano

Santo Antônio de Jesus: Funcionário da Caixa é processado por sacar indevidamente benefício do Bolsa Família

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) ajuizou uma ação de improbidade contra o funcionário da Caixa Econômica Federal por ter se apropriado de cartão do Bolsa Família de outra pessoa, e ter sacado R$ 1,3 mil, entre  novembro de 2009 e agosto de 2010. O funcionário ainda foi denunciado por peculato, por se beneficiar do cargo para cometer o crime.

O indivíduo trabalhava na agência da Caixa em Santo Antônio de Jesus. Sua função era de recepcionar os beneficiários, checar documentos, entregar cartões do Bolsa Família e cadastrar senhas.

O acusado confessou ter praticado o crime. Segundo informações do Bahia notícia, o procurador da República, Pablo Barreto Coutinho requer a condenação do funcionário por improbidade administrativa, com perda do cargo público, suspensão de direitos políticos por oito anos, proibição de contratar com o poder público e pagamento de duas multas, sendo uma de três vezes o valor do acréscimo a seu patrimônio e outra de dez vezes o valor de sua remuneração à época.

Já pelo crime de peculato, o funcionário pode ser condenado a pena de reclusão, de dois a doze anos, e pagamento de multa. O MPF ainda requer condenação por crime continuado e a diminuição de pena por arrependimento posterior.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo