Política

Governo desmente ‘viral’ que anuncia confisco da poupança

O Palácio do Planalto informou à imprensa, nesta sexta-feira (13),  que não existe qualquer medida do governo em estudo para promover a retenção dos recursos da poupança, ao contrário do que afirmam boatos espalhados na internet por meio de redes sociais. Também informou que o Ministério da Fazenda vai divulgar dentro de instantes uma nota sobre a questão, na qual refuta adoção de medidas já testadas e que resultaram em fracasso, como a retenção dos recursos da poupança. Veja nota à imprensa.

A medida configura-se como uma afronta ao direito fundamental do cidadão de dispor do patrimônio financeiro pessoal investido na caderneta de poupança da maneira que melhor lhe convier. Consultada sobre o asunto, a Caixa Econômica Federal (CEF) afirmou que suposto congelamento da poupança como “boato”, sem qualquer fundamento. Na década de 90, o Plano Collor promoveu a mesma medida. A ideia do então presidente Fernando Collor de Mello, hoje senador, pretendeu acabar, “num tiro só”, com a derrama de dinheiro inflacionário em circulação.

A medida mostrou-se totalmente equivocada, por reconhecer-se depois que poupança não é inflacionária, como o era o dinheiro emitido para garantir cumprimento das obrigações federais.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo