Polícia

MPF denuncia 42 pessoas por participação no superfaturamento da sede da Petrobras em Salvador

A Operação Lava Jato denunciou 42 pessoas envolvidas no esquema de superfaturamento na construção da sede da Petrobras em Salvador. Dentre os acusados estão ex-presidentes da Petros, ex-executivos da Petrobras, da OAS e da Odebrecht, além de pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores (PT). Segundo o Ministério Público Federal (MPF), foram cometidos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, desvios de recursos de instituição financeira e organização criminosa. As investigações demonstraram que as contratações fraudulentas e os pagamentos de vantagens indevidas no esquema aconteceram entre 2009 e 2016. A obra foi alvo da 56ª fase da Lava Jato, deflagrada em novembro e que resultou nas prisões de 20 pessoas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia. Na denúncia, que foi protocolada na quarta-feira (19), o MPF solicita a reparação do dano causado a Petros no valor de R$ 150,9 milhões. Fonte: Bocão News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo