NotíciaPolítica

Ernesto Araújo aponta contradição de Bolsonaro por se aliar a condenados e criticar Lula

Ex-chanceler questionou perdão do mandatário a figuras como Valdemar Costa Neto e Collor, enquanto critica o petista

Ex-ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo apontou contradições do presidente Jair Bolsonaro (PL), que no último domingo (27) fez um discurso pelo perdão de políticos condenados por corrupção que são seus aliados, ao mesmo tempo que critica Lula (PT).

“Todos nós somos humanos, podemos errar. Quem nunca errou que está nessa plataforma no momento? Devemos e podemos ter uma segunda chance para voltarmos a ser úteis para a sociedade”, declarou o mandatário no evento do PL que marcou o lançamento de sua pré-candidatura à reeleição, ao lado de figuras como o ex-deputado Valdemar Costa Neto, presidente do PL condenado no mensalão, e o ex-presidente Fernando Collor.

“Realmente caberia perguntar por que algumas pessoas que estavam ali no palanque com o presidente e que já foram condenadas por corrupção merecem uma segunda chance e o ex-presidente Lula, que também foi condenado por corrupção e descondenado, não mereceria uma segunda chance”, ironizou Araújo em um vídeo publicado no Youtube nesta terça-feira (29) e reproduzido na coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópoles. “É um conjunto de contradições”, acrescentou o ex-chanceler.

Fonte: Bahia.ba

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo