DestaqueGeralNotícia

Secretário de Turismo de Saubara responde sobre os problemas mais reclamados pela população

Entre as principais reclamações, estão a falta de água, coleta do lixo e segurança pública.

Com uma extensão de 12 km de praia e com uma população estimada em 15 mil habitantes, o município de Saubara recebe muitos visitantes no período de final de ano para passar o Réveillon.

Entre as praias mais frequentadas pelos turistas, estão as praias de Saubara, do Sol, Cabuçu, Pedras Altas, Bom Jesus dos Pobres e Monte Cristo.

Com um número maior do que o normal durante o restante do ano, muitas reclamações também surgem, sobretudo com relação à falta de água, coleta de lixo e a segurança pública.

O secretário de Turismo do município de Saubara, João Gonzaga, participou do Programa Acorda Cidade na manhã de terça-feira (4), para destacar as ações que estão sendo feitas com relação a estes pontos mais discutidos pelas pessoas que visitam as praias.

AC: A Secretaria tem conhecimento destas reclamações que são feitas pelas pessoas?

Secretário: Saubara possui 12 km de praia a e a natureza foi generosa com o nosso município. Nossa população é de aproximadamente 15 mil habitantes, porém nos feriados prolongados como tivemos agora em Natal e Ano Novo, a população triplica praticamente, o que sai de 15 mil, chega a ter 50 mil pessoas na região e consequentemente, temos o problema do lixo e por mais que possamos fazer nossos esforços para a retirada do lixo, existem vias que ficam bloqueadas com veículos menores, estacionados em frente as residências. Com relação à falta da água, o governo do estado já fez um investimento de ampliação em nossa rede, mas é justamente essa questão do número maior de pessoas que estão em nossa região no mesmo período, mas iremos tentar melhorar isso.

AC: Com relação à violência na região, o que a gestão municipal tem feito junto coma a Polícia Militar?

Secretário: A Secretaria de Segurança Pública nos dá total suporte, com uma média de 50 policiais militares que trabalham aqui na região, mas a gente sabe que dificilmente a Polícia vai estar a todo momento em todos os locais possíveis, isso é impossível. Mas temos o suporte da Polícia Militar porque aqui temos várias praias que precisam da segurança ao exemplo das praias do Sol, Cabuçu, Recreio e Monte Cristo.

AC: Com relação aos paredões, como está a atual situação?

Secretário: Nós já temos um decreto aqui da prefeita que já proíbe estas ações, e nós acompanhamos também o decreto do estado e a Polícia Militar está atenta, principalmente nestas festinhas pontuais que acontecem. As fiscalizações são realizadas e onde tiver qualquer tipo de som mecânico, é fiscalizar o limite do volume e do horário estabelecido que é permitido, mas com relação a paredão, não está tendo e a Polícia Militar está sempre atuando nisso.

AC: Não seria importante a prefeitura de Saubara solicitar uma base da Polícia Militar na praia de Cabuçu?

Secretário: A gente vai levar esta sugestão para a nossa prefeita, mas também estamos com um projeto que está em andamento, que é a construção de uma base da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA), que será instalada na praia do Sol. O terreno já está em fase de desapropriação e toda documentação está encaminhada pela Superintendência da União. Entre 2017 e 2018, já foi instalada uma base da Polícia Militar na praça de Bom Jesus e que está dando um ótimo resultado.

AC: A prefeitura de Saubara está cobrando um tipo de pedágio para veículos adentrarem no município, como está sendo utilizado este recurso?

Secretário: A lei não permite que o município de Saubara instale um tipo de pedágio, mas observe que na BR-324, há o pedágio de Amélia Rodrigues, mas as pessoas também podem entrar na BA-084, vindo por Oliveira dos Campinhos, onde o caminho é livre. O que a prefeitura de Saubara fez, foi cobrar pelo uso do solo, não é um tipo de pedágio. Eu entendo que as pessoas reclamaram pelo valor que estávamos cobrando, porém o valor estava defasado, mas foi informado que teria o reajuste. Então este valor é cobrado para os ônibus, com uma tarifa de R$ 200 e as vans, em torno de R$ 80, onde esses motoristas ficam o dia inteiro e para isso, temos uma estrutura, um suporte para estes motoristas, cobradores, auxiliares, para eles descansarem, que é na Associação dos Barraqueiros do município de Saubara, que acomoda aproximadamente duas mil pessoas. Esse dinheiro que é cobrado, é revertido nesse pensamento de melhorar a nossa região. Eu estive no ano de 2017 em Morro de São Paulo e logo na entrada, tinha uma cabine onde eu precisava pagar o valor de R$ 15 pela manutenção do local, principalmente na limpeza, vi que estava tudo organizado, tudo bonitinho e falei que na próxima vez que eu retornasse, iria pagar sem problemas, e este é o futuro de Saubara, sair do aluguel que pagamos na Associação dos Barraqueiros e ter uma sede própria para acomodar estas pessoas que fazem o transporte para as nossas praias.

AC: Secretário, existe algum projeto para melhorar algumas ruas da praia do Sol?

Secretário: Nós temos um projeto, que inclusive está sendo estudado por um engenheiro de uma empresa que já realizou toda as análises da drenagem, só que as casas foram construídas muito abaixo do nível do solo. Então a equipe está verificando qual a possibilidade de mexer neste solo para que seja feita as obras de drenagem, porém caso eleve o nível destas ruas, as casas ficarão com um nível abaixo da rua. Sobre a estrada de Monte Cristo, a ideia é continuar com o patrolamento que já vem acontecendo, como forma de manter a preservação ambiental. Recentemente antes do Natal, tivemos aqui três dias consecutivos de chuvas, e as máquinas foram direcionadas para lá, no objetivo de recuperar a estrada.

AC: Sobre as barracas que foram derrubadas em Bom Jesus, já existe alguma previsão para início das obras?

Secretário: A licitação saiu no último dia 20, e agora estamos aguardando a empresa chegar para darmos continuidade com os serviços.

AC: Com relação à limpeza das praias, principalmente nesse período de festas, como é realizada?

Secretário: A limpeza apesar de fazer parte da Secretaria de Meio Ambiente, é uma limpeza geral, onde também, nós aqui pontuamos locais que estão necessitando da limpeza. Entramos em contato com a equipe, com os agentes distritais para direcionar os espaços.

AC: Existe um sentimento das pessoas de Feira de Santana, que a gestão de Saubara não tem a devida importância para as praias da região, porque cerca de 90% dos frequentadores, são de outras cidades, essa reclamação tem fundamento?

Secretário: Lógico que não, são pensamentos diversos, cada pessoa pode pensar de uma maneira, mas nós estamos aqui para oferecer o nosso máximo, independente de ser feirense, de ser de Salvador, não importa qual for a cidade. O nosso desejo é oferecer o melhor para as pessoas.

Fonte: Acorda Cidade

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo