DestaqueNotícia

PF aponta uso de documentos falsos e ‘lavagem’ de produtos florestais por Ricardo Salles

Polícia Federal solicitou que investigação passe a ser conduzida pela justiça do Pará

O esquema de exportação ilegal de madeira investigado na operação Akuanduba ganhou novos indicios depois de perícia realizada pela Polícia Federal.  A PF aponta a possibilidade de uso de documentos falsos pelo grupo que inclui o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

As investigações ainda apontam a ocorrência de uma “lavagem” de produtos florestais. Ou seja, a reallização de ações na tentativa de “legalizar” materiais extraídos de forma ilegal com a utilização de documentos expedidos meses após a exploração das áreas.

A própria PF solicitou que as investigações da Operação Akuanduba sigam sendo conduzidas pela justiça do estado do Pará. O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, atendeu ao pedido e enviou os autos nesta terça-feira (20) 

Fonte: Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo