Geral

Crise energética deve piorar em 2015

Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam que, mesmo que as chuvas deste verão fiquem muito acima da média histórica ­ o que não está previsto ­, o País terá em 2015 um cenário muito pior que os últimos 12 meses. Os reservatórios do Sudeste/Centro­Oeste contam  com apenas 19% do total de suas capacidades e no Nordeste, os dados apontam os mesmos 33% do início de 2014. O governo contava com um volume de chuvas superior à média histórica para tentar recompor os reservatórios, mas até agora as chuvas estão dentro da média. O ano de 2014 entra para a história do setor elétrico como o pior dos últimos 83 anos para algumas das principais bacias hidrográficas do País, como Rio Grande e São Francisco, responsáveis por abastecer 25% e 96%, respectivamente, das Regiões Sudeste/Centro e Nordeste. A situação nessas bacias só não foi pior por conta de reduções de vazão de água determinadas pelo ONS ao longo do ano para garantir o uso da água para abastecimento humano e geração de energia. Sem previsão de ter obras estruturais prontas em 2015 para garantir a oferta de água nas Regiões Sudeste e Centro­Oeste, cresce o risco de que medidas de racionamento tenham de ser tomadas para essas regiões. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo