Geral

Redemoinho que atingiu interior pode acontecer em Salvador, diz Inmet

Um redemoinho assustou a população de São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), neste final de semana. As imagens, registradas pelos moradores da região, no sábado (8), mostram telhados voando e até árvores sendo arrancadas com a força dos ventos.Ao bahia.ba, a meteorologista Cláudia Valéria Silva, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), contou que este tipo de fenômeno é “extremamente” comum, principalmente em regiões mais quentes.“Ele é formado por um ponto que recebe mais radiação, então, aquela temperatura do solo se eleva e a camada de ar que fica em contato com esse solo aquecido também se eleva, criando uma diferença com o que está no entorno. Isso vai gerar uma diferença de pressão que faz com que ocorra o giro. Esse movimento circular é que eleva do solo uma grande quantidade de poeira, de fuligem e de folhas”, disse.Para Cláudia Valéria, o redemoinho pode voltar a aparecer na região. “Deve ocorrer já que a gente está no período que mais ocorre, que é o final de inverno e durante toda a primavera, isso é bastante comum em vários pontos de estado, chamado de redemoinho de poeira”, falou.A meteorologista não descarta a possibilidade de o fenômeno acontecer em Salvador. “Nas capitais, em áreas muito urbanizadas, isso é menos comum, mas pode ocorrer”, afirmou.Fonte:bahia.ba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo