Geral

Feminicídio: homem é condenado a 14 anos após matar ex a marretadas

A Justiça de Vitória da Conquista condenou Gildarte Mendes dos Santos a 14 anos de reclusão pelo feminicídio de sua ex-companheira, Joilma de Jesus Neves. Ele foi condenado esta semana pelo Tribunal do Júri. De acordo com determinação do juiz Reno Viana Sores, o agressor deverá cumprir a pena inicialmente em regime fechado. A denúncia sustentada pelo promotor de Justiça José Junseira Almeida de Oliveira dá conta de que, no dia 11 de agosto de 2016, a vítima estava com o acusado dentro de um carro estacionado no bairro de Bateias II, em Vitória da Conquista, quando foi surpreendida por Gildarte, que atacou a ex-companheira pelas costas a golpes de marreta. Segundo o promotor de Justiça, o crime, qualificado por motivo torpe e pela impossibilidade de defesa da vítima, foi motivado por ciúme. Ele explicou que Gildarte, que viveu com Joilma durante oito anos, não aceitava a separação. O promotor relatou que “após o crime, Gildarte levou o corpo da vítima para o povoado de Estiva, onde ocultou o cadáver. Depois, voltou para casa, trocou de roupa, foi à delegacia e se entregou, confessando o crime”. Fonte: Bahia.Ba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo