Esportes

31 dias após acidente, médicos reduzem medicação para tirar Schumacher de coma, diz rádio

A internação de Michael Schumacher após um grave acidente na estação de esqui de Méribel, em Saboia, completa 31 dias nesta quarta-feira (29). Desde dezembro de 2013, o ex-piloto germânico está em coma induzido no Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, mas a rádio francesa ‘RMC’ afirma que a sedação começou a ser removida aos poucos.

De acordo com a rádio, o neurocirurgião Stéphan Chabardes, um dos médicos responsáveis pelo tratamento do heptacampeão, confirmou que Michael está, de fato, em fase de recuperação. Ainda segundo o veículo, a equipe médica está removendo aos poucos os sedativos que mantém Schumacher em coma induzido, mas ele segue em cuidados intensivos. Também nesta quarta-feira, Sabine Kehm, assessora de imprensa de Schumacher, emitiu um novo comunicado aos jornalistas, reafirmando que “qualquer informação que não venha dos médicos que estão tratando dele ou de sua equipe deve ser considerada especulação”.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo