Cotidiano

Correios na Bahia decidem entrar em greve

Os trabalhadores dos Correios na Bahia decidiram entrar em greve em uma assembleia realizada pelo sindicato da categoria (Sincotelba) na noite desta terça-feira (17). A paralisação será por tempo indeterminado e começou às 0h desta quarta-feira (18).

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no Estado da Bahia (Sincotelba), Simone Soares Lopes, a categoria vai fazer um ato nesta quarta-feira (18) na sede dos Correios, na Pituba, em Salvador, a partir das 9h. "Vamos fazer muito barulho", disse Simone. Segundo ela, a depender do número de pessoas que comparecerem ao ato, há a possibilidade de fazer uma caminhada.

Os funcionários reivindicam aumento real de 15%, reposição da inflação de 7,13%, aumento linear de R$ 200,00, reposição de 20% das perdas salariais, assim como a redução da jornada dos atendentes para 6h e manutenção do plano de saúde. Atualmente, há quase 6 mil funcionários que trabalham nos Correios em toda a Bahia. 

Segundo a Agência Brasil, a proposta da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) já foi aceita pelos sindicatos do Rio de Janeiro, São Paulo, Bauru (SP) e Rondônia, e prevê reajuste de 8% nos salários, e 6,27% a mais nos benefícios, além de oferecer o pagamento de um vale extra de R$ 650 em dezembro e vale-cultura dentro das regras do programa do governo federal. 

A empresa e trabalhadores dos Correios ligados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), a qual representa o Sincotelba, não chegaram a um acordo na audiência de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) realizada na última terça-feira.
 
Vale lembrar que os bancários decidiram, em assembleia realizada na última quinta-feira (12), entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (19). A categoria também marcou uma assembleia para esta quarta-feira (18). Informações de iBahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo