Política

Salário baixo faz prefeito renunciar ao cargo 7 meses após eleição

Márcio Faber (PV), prefeito de Paranapanema, no interior de São Paulo, renunciou sete meses após ser eleito, por considerar baixo o salário de R$ 5.850 que recebia como chefe do Executivo.

— Tinha dois rumos a seguir. Ou eu voltava a trabalhar e ganhava o meu dinheiro honestamente ou tirava isso da prefeitura

— disse à TV Tem, afiliada da Rede Globo na região de Sorocaba.

Márcio Faber é médico, atuava como ginecologista, e disse que ganhava cerca de R$ 30 mil por mês.

 — Eu pensei que daria para conciliar as duas coisas, a profissão de médico e o cargo de prefeito. Mas isso não é bem definido na parte jurídica, se eu posso ou não posso estar atuando. Para evitar complicação maior de uma cassação eu preferi renunciar — declarou.

Faber foi eleito em outubro do ano passado com 55% dos votos validos. Por isso, a renúncia deixou os moradores surpresos.

Com a renúncia do prefeito, quem assumiu o cargo foi o vice Antonio Hiromiti Nakagawa (PV).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo