COVID-19DestaqueGeralNotícia

Aumento de casos está relacionado a sublinhagens da Ômicron, diz estudo

O instituto prevê que haja pico de transmissão de BA.4 e BA.5 nesta semana.

As sublinhagens BA.4 e BA.5 da ômicron já registram 44% das amostras positivas de covid-19 no Brasil no período de um mês, segundo relatório do Instituto Todos pela Saúde (ITpS). O valor antes era de apenas 10,4%, com isso, houve crescimento de casos e internações, como aponta o ITpS.

O instituto prevê que haja pico de transmissão de BA.4 e BA.5 nesta semana e durante junho e julho uma queda de casos. Após chegarem em maio no País, as duas cepas já foram identificadas em 198 municípios de 12 Estados e no Distrito Federal.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a BA.4 e a BA.5 carregam mutação que parece ser mais transmissível e escape imune – seja de infecções anteriores ou da vacina.

Fonte :bahia.Ba

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo