Geral

Recôncavo: Mulher de 103 anos fala das dificuldades que enfrenta com a seca e o árduo trabalho na roça

A equipe do Mídia Recôncavo visitou na manhã deste domingo (27) a propriedade da Senhora Almerina Souza Santana de 103 anos, conhecida por dona Neném, moradora da localidade de Lagoa Seca, que fica na divisa entre os municípios de Castro Alves e Cabaceiras do Paraguaçu, no Recôncavo baiano. Muito animada, dona Neném recebeu nossa reportagem nos arredores da sua residência. Enquanto capinava, respondia nossas perguntas. “Hoje tenho que me contentar em capinar só o terreiro, já que a seca ta nos castigando e impedindo agente de plantar.” Reclamou.

Com boa memória e muita força nos braços, a idosa que completa 104 anos no próximo dia 06 de maio, diz que não consegue ficar parada um minuto, ocupando todo o seu tempo com os afazeres da casa.

“Aqui eu faço tudo na vida meu senhor, menos pegar o que é dos outros. Mas enquanto é pra trabalhar eu trabalho, só não vou em fonte, em lenha, por que não agüento mais pegar a vasilha e colocar na cabeça. Varro casa, boto a lenha no fogo e cozinho, faço o que agüento.” Relatou sorrindo.

Dona Neném falou com orgulho que desde que foi abandonada pelo marido, sempre trabalhou duro na roça debaixo de sol e chuva para criar seus filhos honestamente. “Minha mãe morreu aos 115 anos e fiquei cuidando dela até os últimos momentos.” Disse.

A história de dona Neném foi exibida no programa Manhã da Gente da rádio Liderança FM 93,7 na manhã desta segunda-feira (25) e emocionou os ouvintes, que enviaram diversos torpedos parabenizando a garra dessa mulher de luta. Informações do Mídia Recôncavo

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo