Geral

Embalagem que alerta se alimento está contaminado deve ser realidade no Brasil

A petroquímica Braskem prevê investir mais recursos, no ano que vem, para estruturar a ideia e buscar soluções para tornar as embalagens inteligentes realidade nos próximos quatro anos. "Queremos investir na tecnologia de sensores, que são sensíveis a mudanças de temperatura, PH e microorganismos e auxiliar a indústria de alimentos e supermercados", conta Patrick Teyssonneyre, diretor de inovação da área de polímeros da Braskem. 

É um sistema parecido com o de aparelhos de teste de gravidez e um projeto que vem sendo sondado pela empresa pelo menos desde 2007, quando foi registrada a primeira patente relacionada ao projeto.

A nova tecnologia poderá auxiliar tanto no controle de qualidade do processo de produção, na própria fábrica, quanto trazer benefícios diretos para o consumidor. Isso porque a embalagem deve indicar se o produto está bem armazenado ou impróprio para consumo em diversas etapas. "O consumidor poderá ter mais segurança sobre quando o produto não pode mais ser consumido", diz o executivo. Informações do IG

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo