Cotidiano

Hemocentro que atende a 22 cidades baianas não coleta sangue desde maio

O hemocentro da cidade de Alagoinhas, que atende a 22 cidades no nordeste baiano, não realiza coleta de sangue desde maio. A unidade foi interditada depois que o teto desabou durante as chuvas. Nesta quinta-feira (10), havia apenas seis bolsas de sangue dentro do local de armazenamento – que foram oferecidas pelo Hemoba de Feira de Santana. "Estamos contando com a sorte. Graças a Deus, não houve nenhum acidente com a necessidade de transfundir algum paciente", explica a técnica em patologia, Adagmar Barreto. Na sala onde eram feitos, em média, 25 procedimentos de coleta diariamente, as paredes estão cheias de mofo. "A sala não tem condição de realizar coleta e, por isso, nós estamos parados", conta o enfermeiro Rosalvo Oliveira. Segundo o Hemoba, os equipamentos foram transferidos para o Hospital Dantas Bião, que deve receber doadores a partir desta quinta. A Secretaria de Saúde de Alagoinhas, responsável pela manutenção do prédio afetado, informou que as obras devem começar até segunda-feira (14) e que não foram iniciadas antes por conta do período chuvoso. Informações G1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo