Polícia

PM é morto pelos próprios colegas após sequência de crimes com vítimas baleadas em Tucano

Kaio Wilker de Araújo Brito, que era lotado na 67ª Companhia Independente (CIPM/Feira de Santana), ingressou na corporação em 2015.

Um policial militar de 27 anos morreu na tarde da quarta-feira (18/8) após entrar em confronto com os próprios colegas de farda na BR-116, no município de Tucano, a 226 km de Salvador. Kaio Wilker de Araújo Brito, que era lotado na 67ª Companhia Independente (CIPM/Feira de Santana), ingressou na corporação em 2015.

Segundo a PM, o soldado teria roubado um carro na Rua Dom Pedro II, no município de Euclides da Cunha, depois de ter baleado o vendedor de uma motocicleta anunciada pela OLX. Um vídeo obtido pelo Aratu On mostra o momento em que o suspeito, vestido com uma camisa de cor azul, manda o condutor de um Prisma parar e dá a voz de assalto.

Depois do crime, uma viatura do 5º Batalhão (BPM) foi acionada e confirmou o fato. A vítima foi socorrida para o Hospital Municipal pela guarnição.

Ainda de acordo com informações passadas pela Polícia Militar, Kaio, depois de tentar matar o vendedor, seguiu para o município de Tucano, onde abandonou o veículo Prisma, cor preta, e abordou um segundo automóvel. Durante o roubo, ele baleou o motorista, que foi atendido e socorrido para o Hospital Municipal de Araci.

Ainda conforme a PM, as guarnições do 5º BPM localizaram o soldado já na altura do povoado de Tracupá. Kaio reagiu a tiros e, no revide, acabou ferido. Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Mariana Penedo, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele foram encontradas uma carteira funcional e uma arma registrada.

O caso deve ser apurado tanto pela Corregedoria da PM quanto pela Polícia Civil. O primeiro homem baleado pelo soldado deve ser ouvido após receber alta médica.

Fonte: Forte na Notícia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo