Polícia

Festa do Bonfim de Muritiba: Populares acusam PMs de agressão; Comandante concede entrevista a Radio Local

 

Três jovens acusam a Polícia Militar de agressão, durante o percurso das lavagens do Bonfim, desta quarta-feira (30). Segundo dois adolescentes, os policiais utilizaram-se da força desnecessária com os foliões. Eles destacam que foram agredidos pelos membros.  Um das possíveis vítimas, Francisco Bonfim da Raimundo da Silva 34 anos (Chiquinho segurança), denunciou o fato a Polícia Civil.

Comandante das Operações Especiais da Polícia Militar, Tenente Valdomiro Suzart,  concedeu entrevista a Rádio local e falou sobre as denúncias de populares aos veículos de comunicação. De acordo com o Oficial, o índice de violência tem sido alarmante nos cortejos; facas, pedaços de madeira, e outras matérias perfurantes e cortantes. Segundo o  militar, se continuar as violência desenfreada ,  o comando da PM, comunicará os fatos ao Ministério Público, solicitando a suspensão do evento, pois o risco de morte é evidente.   Suzart, destacou que a Polícia é à força da Lei e que agirá, doa em quem doer. O comandante destacou que se algum cidadão se sentir prejudicado pelas ações de policiais, que por ventura, foi agressivo, procurem a sede da 27ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Cruz das Almas, a fim de registrar os fatos, onde serão levantadas na instituição.  Questionado pelo ouvinte se a Polícia seria para defender ou agredir, Valdomiro Suzart, disparou: “É para defender, mas não vamos jogar flocos nem confetes nos foliões”-pontuou. Em determinado momento da entrevista o Tenente, se exaltou com tom de revolta em sua fala. “Se um folião bater no outro, palmas. Se tiver briga generalizada, ótimo.  No fim, quando acontece isso,  dizem; que a lavagem foi boa.  Só ouço criticas, ninguém elogia o trabalho da Polícia.” Suzart finalizou pedindo aos responsáveis das lavagens mais organização. “As lavagens não podem circular por bairros onde se concentram rivalidades entre jovens. A polícia tem atuado a fim de evitar uma morte. Com a Civil funcionando administrativamente a Militar tem sido tudo.” Destaca o comandante das Operações Especiais da Polícia Militar no recôncavo.”

A Polícia Militar alega que um dos jovens que levanta a acusação de agressão, atirou uma pedra contra a guarnição.  Um jovem teria tentando agredir os policiais, e teve que ser contida.  Paras Suzart, o caso que requer uma atenção,  entre os supostos vitimados da Polícia, seria do Francisco Bonfim (Chiquinho segurança). Segundo o tenente, Chiquinho é um homem de bem e amigo particular, e caso comprove a denúncia, medidas serão adotadas. 



Reportagem: Mídia Recôncavo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo