Geral

Cerca de 40 mil frangos morrem em Muritiba e Varzedo. Donos alegam queda de energia

Cerca de 40 mil frangos distribuídos em diversas granjas dos municípios baianos de Muritiba e Varzedo, ambas no Recôncavo baiano, morreram na tarde de terça-feira (7). Segundo os proprietários, a situação ocorreu após uma queda de energia. O G1 entrou em contato com a Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), que ficou de se posicionar.

Em Muritiba, foram contabilizados cerca de 30 mil frangos mortos em seis horas de queda da energia. Os animais seriam entregues para abate ainda nessa semana. "São seis granjas. A queda começou por volta de 13h30 e durou até 19h20. Foi um calor intenso e, com a falta de resfriamento, elas [aves] morreram. Essa semana iríamos mandá-las para abate. Por conta desta situação, o prejuízo foi muito grande e ainda está sendo calculado", conta André Pazos da Rocha, veterinário das granjas. As aves mortas foram levadas para um aterro sanitário.

Em Varzedo, foram mais de 10 mil frangos mortos. A situação ocorreu em um sítio localizado na zona rural de Melado, por volta das 14h e foi retomada às 21h40, informa a proprietária. "Como a temperatura estava muito quente e precisávamos dos ventiladores e nebulização para manter os frangos vivos, a partir do momento que houve a queda, eles começaram a morrer. Somos vários proprietários que administramos esta granja. Passamos um grande transtorno carregando todos estes frangos para enterrá-los", relata Edlene Mota.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo