Geral

Artistas do Rio denunciam censura de Crivella a mostra voltada para público LGBTQ

Depois do boicote às escolas de samba, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que é bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, se envolveu em mais uma tensão com a classe artística. Desta vez ele é acusado de censurar a mostra “Corpos Visíveis”, voltada para o público LGBTQIA e feminista. “Nos dias 08, 09 e 10 de junho, a Mostra Corpos Visíveis iria acontecer em 4 espaços diferentes dentro do Parque Madureira (Arena Carioca Fernando Torres, Portão 3, Quadras Poliesportivas e Nave do Conhecimento). Em um ato de censura do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, toda a programação que aconteceria dentro da Arena Carioca Fernando Torres foi suspensa”, disse a produção do evento, em nota oficial. A organização do evento conta que, após reunião com a Comissão de Cultura da Câmara dos Vereadores, a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual ficou definido que parte do evento poderia acontecer, mas agora eles se mobilizam para pressionar o poder público e garantir a realização da grade completa. “Convocamos a sociedade civil, artistas e produtores culturais a estarem às 11 horas em frente à Câmara Municipal. Seguimos em movimento para garantir que toda a programação da Mostra seja realizada. Agradecemos o apoio recebido até aqui”, diz o comunicado da mostra “Corpos Visíveis”, que tem como proposta discutir transgeneridade, feminismo e diversidade sexual na periferia do Rio de Janeiro. Entre as atividades censurada, segundo a organização, estão uma mesa de debate com a participação de Jean Wyllys, além de shows musicais com drags e oficinas.Fonte: Bahia Noticias 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo