Geral

Cultivo de ostras em Cachoeira gera renda à famílias

 

O projeto de cultivo de ostras em cativeiro, em Cachoeira, já dá os primeiros frutos e garante renda para 18 famílias. Criado pela Seagri, por meio da Bahia Pesca, no Recôncavo baiano, o projeto proporciona, a cada mês, a retirada de 100 dúzias de ostras, produzidas em mesas suspensas sobre as águas dos manguezais da Baía do Iguape. Cada mesa tem entre 30 a 40 suportes e produzem ostras que chegam a 15 centímetros, três vezes maiores que o produto importado dos estados do Sudeste e Sul do País. Pelo projeto, as famílias apreendem técnicas de produção e controle de qualidade e criação de estruturas associativistas para a comercialização do produto. Todo o trabalho é feito nas comunidades remanescentes de quilombos de Dendê, Caongi, Calembá e Engenho da Ponte. Além da Baía do Iguape, entre os municípios de Cachoeira e Maragogipe, a Bahia Pesca desenvolve pesquisas nos projetos de ostreicultura nas localidades de Ponta Grossa, Baiacu e Jiribatuba, Maragogipinho, no município de Aratuípe, e na Ilha Branca, município de Jaguaripe.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo