Esportes

Grêmio sofre com um a mais de novo, mas é campeão da Recopa nos pênaltis

Em Avellaneda, o Grêmio empatou com o Independiente em 1 a 1 depois de jogar 60 minutos com um atleta a mais em campo. Na noite dessa quarta-feira, em Porto Alegre, a equipe de Renato Gaúcho voltou a ter vantagem numérica e por causa de uma expulsão com interferência do árbitro de vídeo, mas, novamente não conseguiu a vitória no tempo regulamentar. Não foi no tempo normal, não foi na prorrogação, mas foi nos pênaltis. Marcelo Grohe defendeu a última cobrança dos argentinos, que coube a Benítez, e deu a vitória por 5 a 4 ao Tricolor Gaúcho depois do persistente 0 a 0. Se o Grêmio começou mal a temporada e é lanterna no Campeonato Estadual, quem sabe as coisas não mudam a partir de mais um título. É o Grêmio campeão da Copa do Brasil em 2016, campeão da Copa Libertadores em 2017 e agora campeão da Recopa Sul-Americana em 2018, de novo em cima do Independiente, como em 1996. Diferente do confronto da semana passada, dessa vez o Grêmio mostrou o ímpeto de mandante e partiu para o abafa desde o apito inicial. Não demorou e a primeira grande oportunidade de gol já aconteceu aos sete minutos. Everton saiu cara a cara com o gol, driblou o goleiro Campaña e bateu para as redes, mas Amorabieta salvou em cima da linha. O lance era o retrato do que viria pela frente. Muito sufoco e drama. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo