Cotidiano

Petrobras propõe iniciar pelo Recôncavo a extração do gás de xisto

A Petrobrás está analisando iniciar a produção brasileira de gás não convencional pelas bacias do Recôncavo Baiano e de Sergipe-Alagoas. A expectativa é da diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, que se mostrou otimista com a ideia. “Onde temos muitos poços é nas bacias maduras. Tudo indica que o não convencional deva ocorrer primeiro nessas bacias. Até pela quantidade de dados e informações e pela infraestrutura instalada, tem tudo para acontecer primeiro nas bacias maduras de Recôncavo Baiano e Sergipe-Alagoas”, disse Magda.

A ANP fará nos dias 28 e 29 de novembro a 12ª Rodada de Licitação, específica para a concessão de áreas com grande potencial de gás natural convencional e não convencional (ou seja, aquele de extração mais complexa, como o gás de xisto). Serão oferecidos 240 blocos em sete bacias sedimentares, sendo as duas bacias maduras e mais cinco bacias de novas fronteiras (Acre-Madre de Dios, Paraná, Parecis, Parnaíba e São Francisco).

Em Sergipe-Alagoas, estão sendo oferecidos 80 blocos. Já no Recôncavo são 50 blocos. De acordo com a ANP, os vencedores da licitação terão, no máximo, quatro anos para explorar a área (pesquisar e analisar). Caso seja constatada a ocorrência de gás não convencional, esse período poderá ser estendido por mais dois anos. Bahia Economia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo