Política

Temer é oficialmente réu da Lava Jato

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou na tarde de hoje (18/5) abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

A legislação brasileira estabelece que um presidente da república só pode ser investigado em casos de irregularidades cometidas durante o exercício do mandato e com autorização do STF. Temer foi implicado na delação feita pelo empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo JBS – controlador da Friboi.

Segundo informações divulgadas pelo jornal O Globo na quarta-feira (17/5), o empresário gravou o presidente dando aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara de Deputados, Eduardo Cunha, preso em Curitiba. A delação de Batista foi homolgada por Fachin e o sigilo das investigações pode ser levantado nas próximas horas. Com a decisão de Fachin, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo