Política

Líderes do PMDB consideram não apoiar Michel Temer em eleição interna

Os líderes do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), e no Senado, Eunício Oliveira (CE), consideram a possibilidade de não apoiarem o vice-presidente da República Michel Temer em eleição interna do partido. De acordo com informações do G1, Eunício Oliveira tem dito a interlocutores que ainda não definiu o voto na convenção, mas prefere apoiar um colega de Senado, como Renan Calheiros (AL) ou Romero Jucá (RR). A escolha de Eunício é parte de sua estratégia para continuar líder em 2016 – e acumular as funções de presidente do PMDB no Ceará e de tesoureiro nacional da sigla. Eunício também teria se sentido incomodado com a atuação da cúpula do PMDB junto à bancada do partido na Câmara para destituir Picciani. Se Renan ou Jucá forem candidatos a presidência do PMDB, há expectativa de eles terem apoio dos diretórios de Alagoas, Roraima, Rio de Janeiro e Paraná. O G1 apurou ainda que Picciani tem defendido "unidade" e "consenso", além do apoio a outro candidato além de Michel Temer. Mas se o atual presidente do partido for candidato único, deverá apoiá-lo. A avaliação do deputado é que a eleição para presidente do partido em março, durante convenção da sigla, poderá sofrer influência do processo para a escolha do líder do partido na Câmara – cargo pretendido por Picciani, que buscará recondução ao posto. O parlamentar foi destituído da liderança do PMDB na Câmara e atribui o fato a uma atuação direta de Temer e Eduardo Cunha. BN

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo