Política

Cúpula do Conselho de Ética estuda pedir afastamento de Cunha no STF

Além de deputados da oposição, a cúpula do Conselho de Ética também estuda a possibilidade de pedir o afastamento preventivo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão do presidente do colegiado, José Carlos Araújo (PSD-BA), só será tomada quando for aprovado o relatório prévio do deputado Fausto Pinato (PRB-SP). Membros do Conselho de Ética levantaram a hipótese de saída após os aliados do peemedebista manobrarem para adiar o início do processo por quebra de decoro parlamentar. A ideia sugerida é que o Supremo intervenha para garantir que não haja interferência no processo legislativo e que a investigação terá seguimento. A proposta foi rechaçada num primeiro momento por Araújo, mas qualquer conselheiro poderá levantar a sugestão no colegiado. A interlocutores, Araújo sinalizou que poderá acolher a sugestão vencida a fase da admissibilidade do parecer preliminar. Os oposicionistas também devem recorrer ao Judiciário. O líder do PPS, Rubens Bueno (PR), já informou que vai entrar com um mandado de segurança na próxima terça-feira, 24, pedindo o afastamento de Cunha. As bancadas do DEM e do PSDB ainda vão avaliar se vale a pena entrar com ação no STF, mas a judicialização do processo não é consenso no próprio PPS. "A gente tem de pensar um pouco. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo