Política

Cunha diz que é vítima de golpe e critica ?aberrações? do Conselho de Ética

Após um dia tenso na Câmara dos Deputados, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que é vitima de um golpe por parte de seus adversários. Segundo o G1, ele ainda criticou o trabalho realizado pelo Conselho de Ética, responsável pela análise do processo que o acusa de quebra de decoro parlamentar, apontando irregularidades e classificando-as como aberrações. Nesta quinta-feira (19), ele provocou uma discussão no plenário ao interromper o trabalho da comissão que o investiga. Deputados se revoltaram e pediram a sua saída da presidência. “Querem, politicamente, os meus adversários aos gritos, e entre eles têm vários do PT, querem tentar aquilo que não obtiveram na eleição, obter depois da eleição. Têm uns do PT que reclamam que tentam o golpe contra eles, mas tentam dar o mesmo golpe”, afirmou Cunha. Para os seus opositores, a intenção do peemedebista é atrasar o máximo possível os trabalhos da Comissão de Ética, na tentativa de escapar de um processo de cassação. “Da minha parte, como participante do processo, para mim está configurada uma série de irregularidades que podem me configurar uma série de recursos: recurso à CCJ, recurso ao Supremo por uma série de violações regimentais e cerceamento de defesa. Tudo o que aconteceu hoje ou iria acontecer seria facilmente derrubável pelas aberrações que foram feitas desde o início da manhã”, criticou o parlamentar. BN

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo