Política

Lídice rebate Rui e Otto e diz que já há condenação para jovens; Vice deve ser de outra sigla

A senadora Lídice da Mata (PSB), pré-candidata ao governo da Bahia, disse discordar dos postulantes governistas Rui Costa (PT), ao Palácio de Ondina e Otto Alencar (PSD), ao Senado, sobre a redução da maioridade penal, defendida para casos de crimes hediondos com reincidência. “Uma pessoa de 70 anos é um adulto em uma idade de maturação de vida bastante diferente de um jovem de 17 anos, que tem uma vida pela frente, e é preciso que a sociedade lhe dê uma oportunidade de recuperação se ele é um jovem infrator”, avaliou, em entrevista ao Bahia Notícias. O líder da chapa situacionista defendeu o endurecimento das penas nos casos de homicídio, independentemente da idade do autor do crime. Para a parlamentar, contudo, o Brasil já condena jovens menores de 18 anos. “Aqui, o adolescente pode ser penalizado a partir dos 12 anos de idade. O que há é um limite de idade do tipo de pena que ele pode vir a ter”, explicou. Quanto à definição da chapa socialista, a pré-candidata informou que há indicações de um ex-prefeito de Brumado para a vaga de vice, que é do PSB, mas que o partido tem “priorizado uma relação com outros partidos”. Também houve conversas com o PSC mas, de acordo com Lídice, há um entrave porque ainda não foi definido se o partido confirmará ou não o nome do Pastor Everaldo Dias como candidato à Presidência da República, o que criaria um conflito para o palanque do presidenciável da sua legenda, Eduardo Campos. “Estamos caminhando para uma definição. Entre essa semana e a próxima nós já devemos ter uma resposta sobre isso”, concluiu. Outra sigla que negocia com o PSB é o PV, que também tem o ex-deputado Eduardo Jorge como aspirante ao Palácio do Planalto. Informações Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo