Política

São Francisco do Conde: 13 mi foram gastos em escolas que não existem, diz PF

Um dos exemplos de empresas fantasmas citadas pela Polícia Federal foi registrada em 2009,  na cidade de São Francisco do Conde, região metropolitana de Salvador, sob a gestão da atual prefeita, Rilza Valentim (PT). Na administração da petista, foi feito um contrato com a AML Empreendimentos para construção de duas escolas, no valor de R$ 13 milhões. Segundo a PF, a verba foi paga, mas as escolas não foram construídas. Informações Bocão News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo