Política

Mendonça Filho ameaça denunciar Renan Calheiros por crime de responsabilidade

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), afirmou nesta quinta-feira (24) que irá acionar a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, caso o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), descumpra a decisão de instalar imediatamente a CPI da Petrobras. O peemedebista alegou que, em respeito à separação dos poderes, irá recorrer da decisão. Para o líder democrata, não há mais espaço para manobras protelatórias. A última foi justamente deixar a decisão de instalação da CPI para o STF. “A partir de agora, se o presidente do Congresso não cumprir a decisão liminar da ministra Rosa Weber estará praticando crime de responsabilidade. Por isso, o Democratas vai exigir a instalação imediata da CPI”, disse Mendonça Filho, que acredita que a comissão pode começar seus trabalhos. O parlamentar indicou nesta quinta os integrantes da bancada que farão parte da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. Os deputados Rodrigo Maia (RJ) e Onyx Lorenzoni (RS), titular e suplente, foram os escolhidos. “A decisão de ontem à noite de instalação imediata da CPI do Senado se estende a CPMI. Caso haja algum questionamento, é possível entrar com um efeito preventivo para estender a decisão a CPMI”, afirmou. Informações Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo