Política

Gabrielli diz que mantém candidatura até encontro do diretório e aponta pequena chance de prévias

Pré-candidatos ao governo da Bahia pelo PT, o secretário estadual do Planejamento, José Sergio Gabrielli, e o senador Walter Pinheiro se reuniram nesta quinta-feira (28) para fazer uma avaliação do cenário político petista, após o governador Jaques Wagner explicitar a sua preferência pelo chefe da Casa Civil, Rui Costa, para disputar a sucessão estadual. Em entrevista ao Bahia Notícias nesta sexta-feira (29), o ex-presidente da Petrobras disse que não há uma “decisão final”, a poucas horas de participar de um encontro do diretório do PT baiano, no Hotel Fiesta. “O encontro de hoje é muito importante para decidir o rumo. Há uma indefinição sobre [necessidade de um] encontro do partido ou não”, disse Gabrielli, ao se referir à possibilidade de escolha do candidato petista pelos delegados da sigla, caso não se chegue a um consenso.

“A realização do encontro depende da avaliação do diretório; se ele acha que há uma tendência majoritária ou não. Eu vou manter minha candidatura”, declarou o titular do Planejamento, ao acrescentar que acredita ser essa também a postura do senador Walter Pinheiro. “Ontem, foi essa a posição”, completou. Caso Pinheiro e Gabrielli não retirem suas candidaturas, o PT precisará realizar o encontro dos delegados ou as prévias – mesma que a última opção não seja defendida por nenhum dos postulantes. De acordo com o secretário, pelo menos 2/3 do diretório deve aprovar a realização do encontro. Caso isso não aconteça, as prévias são obrigatórias, segundo o estatuto da sigla. Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo