Política

Wagner é vaiado e chamado de “traidor” durante cortejo do 2 de julho

Foi ouvindo gritos de "Fora, Wagner" e "Traidor" que o governador Jaques Wagner fez o início do cortejo do 2 de julho, nesta manhã. Pendurados nas grades que separam as comitivas dos espectadores, populares hostilizaram o petista. Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo